Papiloscopistas detectam uso de RG falso na Central de Flagrantes da 1ª DP de Luziânia

Papiloscopistas policiais flagraram um suspeito portando carteira de identidade falsa na última quinta-feira (18). Ele foi conduzido à Central de Flagrantes pelos agentes do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), sob supervisão do delegado de polícia Dr. Maurício Passerini, que efetuaram diligências a fim de cumprir mandado de prisão em desfavor de Anderson Nunes Ferreira.

Uma vez abordado com carteira de identidade em nome de Anderson Gonçalves dos Santos (foto), o suspeito foi imediatamente conduzido pelos agentes à 1ª DP de Luziânia a fim de verificar a autenticidade da identidade, sob suspeita de se tratar de documento falso, tendo em vista que a foto da carteira de identidade apresentada divergia da foto da carteira de habilitação consultada nos sistemas da SSP.

Identidade falsa

As impressões digitais do suspeito foram coletadas e confrontadas pelos papiloscopistas policiais Klébia Roriz, Ales Oliveira e Murilo Martins, os quais verificaram que a impressão digital da carteira de identidade apresentada não pertencia ao suspeito. Portanto, o documento era falso.

Feito o confronto com as impressões consultadas no sistema Goiás Biométrico, foi confirmada a identidade do conduzido como sendo, de fato, do foragido Anderson Nunes Ferreira e os dois mandados de prisão contra ele puderam ser cumpridos.
Após a confirmação, o suspeito foi questionado e ainda confessou aos papiloscopistas e agentes que havia comprado o documento na Rodoviária do Distrito Federal, por aproximadamente R$ 700,00.