Novas ferramentas do Instituto são apresentadas aos delegados das regionais de Goiás

836

Atendendo o convite do Superintendente de Polícia Judiciária, Alécio Moreira de Sousa Junior, o gerente do Instituto de Identificação, Antônio Maciel, apresentou aos delegados titulares das regionais de Goiás as novas ferramentas do Instituto e como essas tecnologias poderão auxiliar o trabalho nas delegacias.

A apresentação contou com a participação da papiloscopista Carina Rosa, chefe da seção de divergências, que explicou o trabalhado realizado no tratamento de divergência e expôs alguns casos de fraudes que foram constatados após a implantação do sistema Goiás Biométrico.

A coordenadora da seção criminal, Ana Paula Vicente, apontou a importância do levantamento papiloscópico nos locais de crime, apresentando alguns casos de positivação e também fraudes em concursos públicos, que foram detectados nos processos seletivos,  através confronto das impressões digitais.

Aproveitando a oportunidade, a papiloscopista Simone de Jesus falou sobre o Projeto de Sistematização do Banco de Dados Biométricos de Pessoas Desaparecidas no Estado de Goiás e de como a perícia necropapiloscópica, aliada com o novo sistema de banco de dados informatizado, poderá trazer resultados positivos à sociedade.

Antonio Maciel encerrou a reunião, apresentando o Projeto Harpia. O programa de reconhecimento facial, elaborado pelo papiloscopista Jones José, entrou em funcionamento há pouco tempo e já está detectando autores de delitos e fraudes.

O Instituto de Identificação acredita na integração do trabalho dos órgãos componentes da Polícia Civil e que essa troca de conhecimento só beneficia e fortalece a nossa instituição.