A arte forense e o processo de Reconstrução facial para identificação de indivíduos.

289

Reconstrução facial forense:  uma das técnicas utilizadas no Instituto de Identificação de Goiás. O processo envolve criação virtual semelhante à face de um indivíduo, a partir de análise antropométrica e morfológica de fotografia de cadáver. Ainda que apresente em suas características a subjetividade, o trabalho apresenta avanço e bons resultados.


O Instituto de Identificação realizou a reconstrução facial de um corpo encontrado no ano de 2016, já em avançado estado de decomposição e está sob investigação da Delegacia de Homicídios de Goiânia. O caso foi encaminhado aos datiloscopistas e artistas forense, Bruno Costa e Joyce Azevedo que por meio de pesquisas, análises cientificas e ainda softwares de manipulação de imagens reconstruiu a face mais aproximada do real do idoso encontrado morto, em junho de 2016.

Em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Serra Dourada, COSTA, descreve o processo de criação da imagem que auxiliará na identificação do indivíduo, bem como auxiliar nas investigações da causa da morte.

Assista a matéria em nosso canal no youtube

Após o trabalho, a equipe chegou às possíveis faces e características faciais: