Retrato Falado realizado por papiloscopista auxilia na elucidação de crime e prisão de suspeito

2562

O site da Polícia Civil divulgou em seu site a informação que a Delegacia de Investigações Criminais (Deic) apresentou, na manhã desta quinta-feira (26), o trio suspeito de assassinar Débora Regina Garcia Canuto, de 36 anos, durante uma tentativa de um assalto. O crime aconteceu no dia 11 de setembro, no Parque Anhanguera, em Goiânia.  Imagens de câmeras de monitoramento da Rua Carlos Gomes, onde a vítima foi morta, ajudaram na identificação dos suspeitos.

De acordo com informações da Polícia Civil, um envolvidos contou aos policiais que foi convidado pela dupla para participar de assaltos. Ele também afirmou estar arrependido da ação. Na ocasião do crime, Débora conversava com um grupo de amigos, na porta da casa de um deles, quando dois homens armados se aproximaram. O grupo teria se assustado e, no momento que tentavam entrar no imóvel, a vítima foi baleada no abdômen por um dos autores.

Segundo o delegado Valdemir Pereira, os suspeitos, presos no dia 24 de outubro, possuem antecedentes criminais por roubo e porte ilegal de arma de fogo. Os criminosos já estavam planejando novo assalto na capital. O crime seria praticado, segundo as investigações, no mesmo dia em que acabaram presos. “Prendemos eles antes que o crime fosse praticado”, disse. Os três homens vão responder por latrocínio e associação criminosa.

Fonte : Polícia Civil GO

De acordo com informações do Instituto de Identificação da Polícia Civil o retrato falado realizado pela papiloscopista Camilla Rodrigues, lotada na seção de Retrato Falado da DEIC, auxiliou na investigação do homicídio e na elucidação do crime, permitindo que se chegasse a um dos suspeitos.